Bolsonaro Dada é o apagão democrático

Glória a Deus! – como diria Cabo Daciolo, provavelmente o cara mais inocente que já vi se candidatar ao Planalto. Viva as pesquisas eleitorais! – que te conduzem como gado ao matadouro. Papo reto. Vote em quem quiser, brasileira e brasileira que me lê nessa trincheirinha, mas não vote no diabo. É isso mesmo, belzebu, anjo mau, tinhoso, anjo das trevas, lúcifer, canhoto, jurupari, mafarrico, maldito, maligno, satanás, serpente, tendeiro, tentador, coiso. É ateu? Hum, então imagine que todos os taxistas e motoristas de Uber do país vão te dar santinhos de sua igreja no final da corrida. Você entendeu. A gente achando que Temer era o príncipe das trevas, mas deve ser rebaixado em breve para a série B -, e deixamos de imaginar que poderíamos ter desafio maior. Não sermos governados pelo mito. Das trevas. Trevas da liberdade. Tô falando, claro, de Jair “Só vale se eu ganhar, democracia o escambau, ditadura é que é bom” Bolsonaro, o sujeito que irá para o segundo turno com algum anjo político, seja ele quem for – MESMO! – que, espero, nos salve de uma queda tão vertiginosa em nosso grau de evolução como civilização que nem sequer imaginamos. Um Brasil que você nunca viu, o Brasil da sombra, da neblina, do apagão democrático completo, turvamento, turvação, opacidade, tenebrosidade, cerração, véu, declínio.

santa-claus-1110x740
Bolsonaro, em flagrante de nossos democratas infiltrados no purgatório, rogando à pobre eleitora que vote nele porque tudo vai ficar bem…

Eu ouço de pessoas boas, boas mesmo – vamos eliminar os canalhas incorrigíveis – que Bolsonaro é a pessoa que vai mudar o Brasil. Entendo sua esperança, dialogo com elas, e percebo que não tem ideia do que falam. Nenhuma ideia. Compraram um jingle, um rótulo, uma estampa, uma suástica. Estão dispostos, se não formos cada um uma trincheira, uma unha encravada, um grito, um alto-falante, a ir domingo e apertar na urna eletrônica o número da besta. Mudar o Brasil? Você conhece a vida pregressa desse cara? Você ouve o que ele fala, lê o que ele escreve? Deixaria-o ser a babá de sua filha ou filho, o padrasto dela, o professor de piano,  – ele que odeia as mulheres, os negros, os gays, os opositores, os democratas – minorias nada, maiorias. Ele que terceiriza a administração da economia (Paulo Guedes), da segurança (Hamilton Mourão), da Justiça (Gustavo Bebianno), da cultura e das artes (Lobão e Frota), da fé (Magno Malta e Edir Macedo), da palavra (Huguinho, Zezinho e Luizinho, seus filhos amestrados), da alma?

Ele quer mudar o Brasil pra onde, meu filho, minha filha? Pra Alemanha de Hitler? Pro Chile de Pinochet? Pra União Soviética de Stalin? Pra Iugoslávia de Josip Tito (aí, direitaaaaa.. achavam que só ia citar o seu lado, olha, fascista tem até debaixo da cama da freira carmelita)? Pro Camboja de Pol Pot? Pra Uganda de Idi Amin? Pro Brasil de Geisel? – que está na galeria de fotos de ditadores emolduradas e envernizadas na parede do gabinete do congressista Jair. “O que o povo está vendo em mim é confiança” disse o capiroto no programa Roda Viva, em julho. O que o povo está vendo em você, Jair Bolsonaro, é a face do medo. Só que alguns olham e pensam: ele é quem me dá medo. Outros pensam, desgraçadamente: ele vai me livrar do medo.

Domingo está chegando e para mim é Haddad-Manu Day. Mas esse sou eu, amiga e amigo que me lê nessa aqui. Vote em quem você quiser. Não vou fazer discurso do voto útil, até porque acredito que seja muito improvável que o “coiso” vença em primeiro turno – aí é caso de deitar o país do divã. Vote EM QUEM QUISER. Ninguém tem que renunciar pra apoiar o PT – que muitos detestam, com alguma razão. Nem o PT, desculpem, tem que renunciar a essa altura do campeonato – e você, amigo, amiga, sabe disso. Dê um desconto nos chatos e chatas que estão te pentelhado, petistas inclusos, querendo te fazer crer que você já escolheu errado e tem a obrigação moral, cívica e humanitária de salvar o país votando no Haddad para não eleger coiso” agora. Você tem razão. A mensagem na garrafa chegou tarde demais. Mas, havendo segundo turno (oremos), pense de novo. Será um Deus e o Diabo na Terra do Sol. É só o que te peço.

As pesquisas – ah, as pesquisas, senhoras de nossos destinos, um dia haverá tantas pesquisas e divulgadas tão em cima da hora da votação, que o voto talvez deixe de fazer sentido, bastará reconhecê-las como a vontade empírica do povo – são ondas, vem e vão. Conforme alguma vontade, nem sempre a do eleitor, que perdeu, em média, 15 minutos respondendo a perguntas aleatórias, algumas visivelmente dirigidas – falo de cadeira já  respondi. Sentiu um tom de desconfiança, certo? Sinto mais. Pesquise o histórico de acertos e erros das pesquisas. Google…hum… Proconsult. Pense na influência que exercem no povo, depois de ocuparem as manchetes de todos os jornais e telejornais. Seja inteligente. Mas seja rápido. O cheiro que você está sentindo não é de churrasco, é enxofre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s