O espião que me amava

O Brasil, que é um país que ainda precisa ser muito bem estudado pela ciência política, conseguiu criar uma figura que é uma espécie de versão moderna e sentimental do aspone, o spyspone. Léo Índio é o spyspone de Carluxo. Se o aspone é o carregador de malas e quebra-galhos de uma repartição, aquele indivíduo sem rosto que exerce um cargo por favor, parece estar em todo lugar, mas sem função real ou útil, exceto receber o salário, o spyspone não tem cargo, só tem que estar nos lugares certos, pelas razões certas. E é muito, muito útil. Se Carlos Bolsonaro é persona non grata em muitos gabinetes palacianos, deixe ele na Câmara Municipal do Rio, ora. Já posou na traseira do Rolls Royce presidencial na posse, chupa! E entra em ação Leonardo Rodrigues de Jesus, de 35 anos, olhos e ouvidos de Carlos Bolsonaro na Presidência, sem que tenha que explicar pra ninguém o que faz no espaço mais reservado do poder do país.

Crachá? Não é problema, arrumaram pra ele, mesmo sem um cargo formal e sem o risco que o coloquem em alguma lista de presença comprometedora. O fotógrafo oficial está orientado a evitar flagra-lo como papagaio de pirata, exceto quando ele também dá mole. Presença em reuniões fechadíssimas? Pode procura-lo em algum canto. A mídia chama Léo Índio de primo-irmão de Carluxo, Flávio e Eduardo, e eu ainda não sei se é uma piada pronta ou inacabada mesmo. O Estadão fez as contas. Até esse instante – se alguém vi-lo por aí nos avise que atualizamos os dados -, Léo Índio já foi 58 vezes ao Planalto nos primeiros 45 dias de governo do tio. A frequência é maior que a do próprio presidente. No mesmo período, desde que assumiu, Bolsonaro despachou no Planalto por 16 dias, de 1º de janeiro a 14 de fevereiro. Além de viajar ao Fórum Econômico Mundial de Davos, o presidente se licenciou para realizar uma cirurgia e ficou 17 dias internado em São Paulo.

Imagens Temporárias 12.jpg
Léo Índio aqui, ali e acolá; o filhote Carluxo de carona no Rolly Royce presidencial e os primos nos tempos de Secos e Molhados. E a gente achando que com Collor de Mello, Rosane Malta e a República de Alagoas já tinha visto de tudo…

Léo Índio, como é conhecido, é o que se pode chamar, sem maldade, de alma gêmea de Carluxo, com quem, segundo o Antagonista, bem informado, divide casa no mesmo condomínio em que o presidente mora com a família no Rio. Um vídeo (Prepare os lenços) mostrando os dois desde tenra idade dividindo literalmente tudo viralizou na rede e faz a gente acreditar no amor verdadeiro. Mas até as cadeiras e carpetes do Planalto e Alvorada sabem que o último emprego formal do moreno, cravo e canela foi assessorando o primo mais próximo nas mídias sociais na campanha – o que é o mesmo que dizer, como se sabe, que supervisionava a produção da fake news e sua distribuição para grupos de whatsapp do Oiapoque ao Chuí, sob as barbas da Justiça Eleitoral, que, além de cega, é analfabeta digital.

Nos últimos dias, em meio à crise do governo, Léo Índio rondou o gabinete do desafeto do primo Carlos. Ao entrar no Planalto, declinou como destinos a Secretaria-Geral, pasta de Gustavo Bebianno – ministro até as doze badaladas da meia-noite -, a Casa Civil, de Onyx Lorenzoni, e a Secretaria Especial de Comunicação Social. Os ministros despacham num andar acima do gabinete de Bolsonaro. O governo não informa as datas nem os motivos das visitas.  Pra que, gente enxerida?

O governo Bolsonaro é tudo isso. Uma ‘filhocracia’ instalada no Planalto, um constrangedor poder paralelo de alguém completamente despreparado para o exercício do cargo e que se comporta como se o país fosse a extensão de seu inexplicável condomínio de ricos na Barra da Tijuca. E é legítimo supor, a essa altura, que seus filhos não são três rebeldes sem causa que agem por conta própria. A sombra do presidente está em cada ação, inação e relação construída à margem do poder.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close