Enquanto brinca de atirar com uma Winchester, Olavo mostra temer movimentos sociais e chama CNBB de “puteiro”.

No clássico da literatura A Divina Comédia, o italiano Dante Alighieri descreveu os nove andares do inferno, descendo de Jerusalém até a casa do capeta, propriamente dita. Essas divisões que, supostamente, resumem o quão baixo um ser humano pode descer, encontram um galpão em um casarão em Richmond, Virgínia, no país onde se compra arma de fogo em farmácia e se coleciona massacres de franco atiradores. Ali, o astrólogo sem-função Olavo de Carvalho, parece disposto a virar garoto propaganda da NRA, a lobista Associação Nacional de Rifles da América, quem sabe em parceria com a Taurus brasileira, que financia a bancada da bala no Congresso. Empolgado com o presidente que quer liberar o porte e a posse de armas de fogo a todo custo, mesmo sabendo-se que são causa de morte em 71% dos homicídios no Brasil e que, entre 1980 e 2016, 910 mil pessoas foram mortas por perfuração de balas (Atlas da Violência 2018), Olavo tem aparecido cada vez com mais frequência dando uns tirinhos com algumas das armas de sua coleção – atualmente 14, das 40 que chegou a comprar.

“Nós estamos aqui no escritório do Olavo e vamos dar uns tiros aqui”, baba Bernardo Kuster – que se descreve nas redes como ensaísta, tradutor e jornalista e diz escrever para o portal Sempre Família -, um dos seguidores que o John Wayne de araque (assista o vídeo se tiver estômago) usa como escada para seus vídeos. Neste, em particular, aparece com uma Winchester calibre 375. “Isso aqui dá até pra matar um urso preto, urso marrom não é bom arriscar não é muito seguro”, ensina Olavo, como se dissesse algo muito natural, que sai na varanda para praticar. Ele reclama que só pode atirar pro chão, pra não atingir o terreno do vizinho, que deve adorar os disparos. Como o sonho do vizinho deve ser mudar par Marte, o seu é montar um clube particular de tiros. Espera contar com os alunos para, entre um ensinamento e outro, capinar o terreno.  A grama anda alta.“Puta que pariu”, delicia-se Kuster, diante dos disparos, possivelmente controlando-se para não desfalecer de prazer. Kuster dá ele mesmo uns tiros. “Atiro com rifle desde os 8 anos de idade“, relembra Olavo, reclamando da falta de tempo pra praticar mais. “Principalmente depois da eleição de Bolsonaro, minha vida virou um inferno”, diz, falsamente impaciente, como se não salivasse diante de cada oportunidade para influir no governo de seu presidente-capacho e dar pitacos na condução do governo. A dupla Ernesto Araújo-Abraham Weintraub não me deixa mentir.

Captura de tela inteira 22042019 185930.bmp
O astrólogo decrépito e sua Winchester favorita: “Podem vir mil Bolsonaros que pra resolver alguma coisa vai ser foda (mudar algo)”.

“Eu quero que a política brasileira se foda, eu sei que nada disso tem conserto”, dá de ombros o filósofo de estande de tiro, provocado por Kuster, uma espécie de estafeta de plantão, para falar mais. Olavo deu a chamar Bolsonaro de “mártir”, como se previsse uma tragédia, e a tratar os generais que o próprio presidente indicou como golpistas e oportunistas. Olavo parece especialmente preocupado porque a direita que foi na cola de Bolsonaro, ao invés de criar uma “militância de rua”, foi logo procurar cargos públicos, eletivos ou não, em Brasília. E a esquerda, ele sabe bem, sabe se organizar melhor. Teme, por isso mesmo, que as manifestações contra Bolsonaro se multipliquem, como as previstas para os próximos dias, até o 1º de maio, e que levaram o ex-juiz e dublê de ministro da Justiça Sérgio Moro a, de forma arbitrária, autorizar o uso da Força Nacional de Segurança na Esplanada por 33 dias. Trinta e três, idade de Cristo. O medo, claro, é de um rastilho de pólvora, em um governo que já se provou tosco e impopular. “E a CNBB?”, pergunta Kuster, já meio sem assunto. “Ô, ô, ô, a CNBB então é um puteiro”, diz o “professor” – embora a fala tenha sido parcialmente cortada do vídeo. Sob a alegação de falta de “amparo legal”, PT, PSOL e PCdoB tentarão derrubar o AI-5 de Moro, a Portaria 441. Olavo parece cansado, como se antecipasse a derrota. Apalpa a Winchester. Não há mais tiros por hoje.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close