Fascista barrado no baile

O capitão Jair Bolsonaro e seu cortejo de sabujos e adoradores está  consolidando rapidamente sua imagem de pária internacional, mais cedo do que se poderia imaginar – o que é alvissareiro para quem pudesse ter dúvidas de que sua dantesca persona, cultivada ao longo de uma vida com declarações homofóbicas, racistas e misóginas, e de defesa contumaz de ditaduras, ditadores, torturadores e regimes de direita, ao lado do trio de patetas que chama de filhos, poderia não estar alcançando corações e mentes das comunidades e fóruns pelo planeta. A semana termina, porém, com uma grande lição. Acostumados a só pensar no seu próprio umbigo, patrocinadores internacionais  – a companhia aérea Delta, a consultoria Bain & Company e o jornal Financial Times – retiraram, finalmente, seu apoio ao evento programado para a Câmara de Comércio Brasil-EUA, e a Presidência da República teve que jogar a toalha. Na verdade, entrega-la numa bandeja ao árbitro com um pedido desesperado para que interrompesse logo a luta diante da sova na reputação do “mito”.

Nesta sexta, 03, de forma humilhante, o Planalto divulgou que o presidente Jair Bolsonaro decidiu cancelar a viagem que faria a Nova York para participar da “homenagem”. Não foi bem ele quem cancelou, diga-se de passagem. Ainda assim, o ato não tem procedentes. É o mesmo que um Congresso Internacional sobre o Fusca, o carro do renascimento alemão, encomendado por  Hitler ao projetista Ferdinand Porsche, fosse cancelado na Suíça, às vésperas da Segunda Guerra Mundial, com Hitler desconvidado. Como se sabe, não foram poucos os empresários e corporações que colaboraram e faturaram muito graças às suas ligações com o Terceiro Reich, como Volks, BMW, Mercedes, Hugo Boss, Deutsche Bank. Com o tempo, foram tirando o corpo fora. Até que o Führer revelasse sua face mais sombria, que a ideologia nazista e a limpeza racial ganhassem seus contornos e que os campos de concentração contra judeus começassem a soltar fumaça pelas chaminés. As fábricas de matar, como a de Auschwitz. Até Hitler, o líder, virar o detestável Führer und Reichskanzler.

Nosso filhote de Führer, cuja psique oculta começa agora a virar tema mundial, foi colocado nu no Central Park, em pleno inverno, pelo prefeito de Nova York, Bill de Blasio, e por políticos como o senador Brad Hoylman, que, cientes da figura nefasta, trabalharam para que, além das empresas que pularam fora do regabofe a Bolsonaro, locais escolhidos para sediar o evento vetassem seus espaços para a “honraria” – primeiro o Museu de História Natural de Nova York e depois o Marriot Marquis -, ambos revelando aos incautos que estavam preparando um banquete para um zumbi, um “ser humano perigoso”.

De acordo com a nota divulgada pela Presidência, assinada pelo porta-voz de Bolsonaro, Otávio Rêgo Barros, a viagem foi cancelada porque “ficou caracterizada a ideologização da atividade”, que ocorreria dia 14, quando Bolsonaro seria eleito “personalidade do ano”. A consultoria Bain & Company ressaltou que “encorajar e celebrar a diversidade é um princípio fundamental” da companhia. Outras empresas como Credit Suisse, JPMorgan, Citigroup e BNP Paribas, não aceitaram comentar a polêmica. Já o HSBC, Bank of America Merrill Lynch e Morgan Stanley, que também estão na lista, não se pronunciaram. Esta seria a segunda viagem de Bolsonaro aos Estados Unidos desde que ele assumiu a Presidência da República. Em março, ele esteve em Washington, capital do país, para se reunir com o presidente Donald Trump. Na ocasião, Bolsonaro também se reuniu com empresários e “formadores de opinião”. Consolo, agora, só do guru Olavo de Carvalho, que já recebeu sua medalhinha sem maiores polêmicas – foi agraciado com a distinção Grão-Cruz, o mais alto grau da Ordem de Rio Branco. Aguarda-se um vídeo seu, para breve, indignado contra o liberais ianques. Agora ele deve estar dormindo.

Um comentário em “Fascista barrado no baile

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close