Votou em Bolsonaro e foi ao cinema

Maior que a fila de desemprego, só a fila de ex-bolsominions, ou bolsonaristas arrependidos. O que já é óbvio nas ruas e redes sociais – na primeira, Bolsonaro mal consegue reunir movimentos que se comparem à bolsomania da campanha e ainda vê a aproximação da oposição de estudantes, professores e operários, em atos sequenciais, em 15 e 30 e maio, que agora culminarão com uma paralisação do dia 14 de junho; e no mundo virtual já deixou de ser um fenômeno fora da curva, com uma pulverização de opiniões de seus antes coesos apoiadores – agora se sacramenta nas pesquisas. O nosso “Eu já sabia”, ou “eu avisei” é o “Putz, fiz merda” dos ex-eleitores deles do segundo turno. E não são só os Ibopes da vida que mostram, com forte delay e uma estranha timidez, que o “mito” entrou em parafuso, perdeu aliados em todas as frentes e mal consegue unanimidade dentro do próprio partido, o PSL – fiéis, até o túmulo, só o trio de filhos, Moe, Larry & Curly, e Olavo de Carvalho, o druida de Richmond, responsável, numa simbiose de fundo psiquiátrico, pelas tarefas de aconselhamento e ensino, e de orientações filosóficas e administrativas.

A novidade que o Estado de S.Paulo confirmou, neste domingo, 02 – numa matéria com chamada de capa e amplo espaço interno, com direito a megagráfico -, levantamento do instituto Ideia Big Data, é que o desembarque do bolsonarismo tem sido mais significativo em parte expressiva do eleitorado que votou no então candidato do PSL apenas no segundo turno da eleição presidencial de 2018. Essa parcela de eleitores, em tese, aderiu a Bolsonaro com o objetivo de evitar a volta do PT ao governo federal. E hoje fingem que votaram em João Amoedo no primeiro turno e anularam no segundo. O eleitorado da esquerda teflon disfarça do mesmo jeito: diz que foi de Ciro Gomes no primeiro turno e queimou o voto no segundo. Muitos, de fato, queimaram, e conheço os espécimes vivos. Mas muitos apertaram 17 sem vergonha de ser infeliz. Se fosse verdade o que diz a maioria dos envergonhados, Amoedo ou Ciro teriam sido eleitos no primeiro turno.

Segundo a pesquisa da Ideia Big Data, a maior parte dos eleitores que optaram por Bolsonaro e hoje rejeita o governo é formada por gente que tinha uma carinha de eleitor do PT – até ser convocado para as fileiras do antipetismo pela lavagem cerebral de Sérgio “Conge”, o juiz que prendeu Lula, o tirou da campanha de 2018 e virou ministro de Bolsonaro (esse mantra deve ser sempre repetido) – e de sua Lava Jato, associados à grande mídia, em particular às dezenas de horas de antipetismo e antilulismo editados e veiculados pelo jornalismo global, Jornal Nacional e William Bonner à frente da máquina de guerra. Quem primeiro “desbolsozarizou”, segundo o Ideia Big Data, a “classe média média”: especialmente mulheres com idade entre 25 e 40 anos, integrantes das classes B e C, não evangélicas e que vivem em cidades com mais de 200 mil habitantes nas regiões Norte e Nordeste. Ou seja, justamente aquele povo beneficiário direto do boom econômico dos anos petistas – mas voto é uma coisa assim meio balburdia mesmo, como diria Abraham “Gene Kelly” Weintraub. Pesaram fortemente, ainda, o Fator Mamadeira de Piroca, ou fake news na veia – que o Ideia Big Data chama polidamente de “ruídos provocados por integrantes do governo nas redes sociais”. A verdade é que a maior parte de quem elegeu Bolsonaro, exceto pela direita raiz que ainda o apoia, não sabia nada dele. Não tinha programa, não foi aos debates, mas era contra os políticos e a corrupção, representados, graças à mídia e as redes sociais, pelo PT. Muitos estão sendo apresentados agora a Bolsonaro e já viram que é uma fraude – que em seis meses está levando o país para o buraco. Tão político quanto os outros. E espantosamente despreparado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close